Você pode estar pensando que tal afirmação é bobagem, não é mesmo? Mas isso não é bem assim, principalmente quando se trata de negócios. Lembre-se de que você pode ter apenas uma chance para conquistar aquele cliente novo, para apresentar um projeto importante ou mesmo para fazer networking.

E studos científicos indicam que são necessários poucos segundos para gostarmos de alguém que acabamos de conhecer, bem como para que essa impressão positiva permaneça conosco.

Neurocientistas da Universidade de Nova York e de Harvard, a partir de uma pesquisa realizada em 2009, indicaram que em apenas 7 segundos de atividade cerebral mensurável é possível fazer a primeira impressão sobre uma pessoa.

Outra pesquisa sugere que esse tempo pode ainda ser ainda menor. Um experimento com duzentos voluntários, realizado pelos pesquisadores Alexandre Todorov e Janine Willis, revelou que as pessoas respondem intuitivamente a rostos com muita rapidez, sendo que  o cérebro não consegue controlar o pensamento racional sobre os julgamentos iniciais.  Os pesquisadores solicitaram que os voluntários observassem as imagens de 66 rostos diferentes, projetados individualmente na tela, em 3 sessões de tempos diferentes: de 100 milissegundos, 500 milissegundos e um segundo inteiro.  Ao final do experimento os voluntários julgavam os rostos avaliados como confiáveis ou não confiáveis.

A conclusão do estudo foi de que conseguimos rapidamente avaliar em que medida as pessoas apresentam características que julgamos importantes para fazer nossa impressão, tais como a atração e a confiança. Mesmo que consigamos olhar para o rosto de uma pessoa rapidamente, as ligações entre as características faciais e o caráter dela podem ser avaliadas por nosso cérebro.

Sim, a  primeira impressão é visual. Porém a medida que permanecemos mais tempo com a pessoa reunimos outros elementos de reforço, como a linguagem corporal, o comportamento e a comunicação. Entretanto, nosso cérebro terá muito mais trabalho para alterar a primeira impressão, pois sua tendência é confirmar seu julgamento inicial e não refutá-lo.

Se a “Primeira Impressão é a que Fica” você tem a escolha de planejar sua Imagem Profissional para provocar as melhores impressões sobre si mesmo. Como fazer isso?   Utilizando conscientemente, de maneira estratégica, todos os recursos que você já dispõe: sua Aparência Pessoal, sua  Comunicação, seu Comportamento e sua Presença Social/Digital.

A primeira impressão positiva é o primeiro passo para uma Imagem Profissional duradoura.